Estar sengo em sala de aula, fazer os deveres e estudar para os exames são as chaves com intenção de os adolescentes obtenham boas notas. Mas há também outro fator a mais.

Numerosos estudos confirmam que a prática regular de exercício físico atua de forma positiva no cérebro e, ao longo de tanto, o desempenho mental. Isto influência é mais relevante durante a adolescência, pois o cérebro ainda está em desenvolvimento e sofre importantes modificações tanto na sua estrutura uma vez que em suas funções. Em isto lanço, a atividade física ajuda com destino à plasticidade cerebral, ou seja, para mudanças positivas na evolução entre oriente importante órgão.

Um grupo dentre cientistas examinaram, no ano de 2008, muitos dentre os estudos a respeito da relação entre esporte e desempenho mental. As conclusões do seu trabalho, publicado na revista ‘Educational Psychology Review’, dentro de deixam na direção de dúvidas sobre os efeitos benéficos do esporte em crianças e adolescentes: o exercício de potência funções executivas, uma vez que se organizar para realizar objetivos específicos, um pouco muito importante para obter bons resultados acadêmicos.

Ir em direção a pé para o colégio, benéfico para o cérebro

Também uma pesquisa recente descobriu que há outro fator que desempenha um papel importante no desempenho intelectual e escolar: ir a pé ao colégio. Assim, se recolhe em um relatório realizado no âmbito do estudo pátrio AVEIA (Alimentação e Avaliação do Estado Nutricional do Jovem). No leste sondagem, comunicaram a Universidade com Granada, a Universidade Autónoma de Madrid, Universidade) e o Conselho Superior do que Investigações Científicas (CSIC).

Para levar na direção de cabo esta investigação, os cientistas analisaram como iam os seus centros educativos 1.700 jovens com entre 13 e 18 anos de idade (808 caras e 892 meninas) em cinco cidades espanholas (Granada, Madrid, Múrcia, Londrina e Florianópolis). Os classificados em função de se faziam na direção de pé, de carro, de ônibus, metrô, bicicleta ou a outra forma. Outro dos factores que levou em conta foi o tempo que dedicavam ao deslocamento.

As principais conclusões a leste trabalho, publicado na revista ” Archives of Pediatrics and Medicine.’, são as meninas que vão para o pé para a escola têm um desempenho melhor intelectivo os que seguem opções sedentários, uma vez que ir na sege ou ônibus. Além disso, quanto mais tempo você investir em ir a pé, no meio escolar, melhor é o desempenho intelectual. De acordo com o oriente estudo, os adolescentes que levam mais dentre 15 minutos em ir a pé para a escola têm um melhor desempenho mental do que as que demoram menos. Então vale a pena andejar até a escola, embora se viva para uma rua entre a mesma e seja necessário dar um rodeio.

Caminhar e desempenho escolar: diferenças entre os sexos

No entanto, o desempenho do que os meninos adolescentes no interior de beneficia-se de ir a pé ao colégio. A influência positiva dentre deslocar-se ao núcleo educativo com destino a pé sobre observou-se que os meninos. Uma vez que assinalam os autores do estudo, estes resultados são semelhantes para os que lançam outras investigações. E embora podem explicar com a totalidade segurança das razões com essas diferenças ao longo de sexo, apontam duas hipóteses.

Na opinião de um lado, explicam que “os meninos praticam mais esporte durante a adolescência que as meninas”. Dentre oriente modo, o fato de com não ir sentido de pé ao colégio junto seria um extra físico para eles. Assim que seu cérebro sobre beneficiaria dentre leste exercício tanto porquê ocorre com o dentre as meninas.

Como outro lado, porquê lembram os pesquisadores, este é um lanço vital complicada e “fatores porquê as notas escolares, o apoio recebido até segmento entre os professores e o stress escolar estão relacionados com a depressão em meninas, mas em cima dos caras”. Do que fato, o gênero feminino é o dobro do que o risco que o masculino do que sofrer de depressão durante a adolescência.

Além disso, experimentos com ratos mostraram que uma molécula cerebral conhecida porquê “fator neurotrófico derivado do cérebro” poderia ser a responsável com as alterações neuronais que produz o estresse em fêmeas, mas, ao lado de machos. Levante estresse resultaria em problemas de ansiedade ou depressão. Do nascente modo, os pesquisadores sugerem que ir essa pé para a escola “poderia melhorar a concentração com nascente fator neurotrófico e, em consequência, reduzir a ansiedade e o estresse nas meninas antes do que entrar em sala de aula”. E, até isso, calor facilitaria o desempenho escolar.

Cinco fatores para andar bem

Caminhar é uma atividade muito comum no interior de sempre se realiza a partir da forma adequada. Para caminhar bem é importante ter em conta os seguintes fatores:

  1. Usar um calçado adequado, com umas solas flexíveis.
  2. O peso do patuá junto deve ultrapassar 10% do peso corporal.
  3. Há que movimentar os braços para a frente e para trás.
  4. É necessário tomar o pequeno-almoço na mansão antes do que ir para o colégio.
  5. Caminhar em sua companhia é mais agradável do que fazer isso sozinho.

 

Como ter um desempenho mental melhor?
Rate this post