Vampire Diaries Brasil

Quebrando Tabus

Category: Diversidade

‘O Alienista’: as histórias reais por trás do sangrento filme de Netflix

Nova York, 1896. A ciência forense é uma disciplina inédita no campo da investigação policial, e as doenças mentais ainda vivem em um limbo, a meio caminho entre as crenças populares e os especialistas que são vistos com desconfiança. A este último grupo pertence o dr. Laszlo Kreizler, um homem que dedicou sua vida ao estudo das patologias mentais e é conhecido na cidade como “o alienista”.

A cidade é um caldeirão de culturas, religiões e raças, e apesar de que a convivência é relativamente pacífica, as forças de segurança e os nova-iorquinos se vêem surpreendidos por um criminoso em série. Suas vítimas são jovens que se vêem obrigados a se prostituir, adolescentes violentamente expulsos por suas famílias, dos que não se preocupa com ninguém. Até que o comissário de polícia, Theodore Roosevelt pede ajuda a Kreizler para pegar o criminoso antes que entres em pânico na cidade.

Aloña Fernández LarrechiLa segunda temporada da série, dirigido por Steven Soderbergh e estrelado por Clive Owen foi lançado esta semana nos EUA e em Portugal

Com este ponto de partida arranca ‘O Alienista’, a produção de TNT, que adapta o romance homônimo de Caleb Carr e desde há uma semana podemos ver em nosso país, graças ao Netflix. Composta por dez episódios, com duração de uma hora, a ficção, que contou com Cary Fukunaga (‘True ‘ Detetive’), e a produção executiva, narra a investigação que Kreizler leva a cabo para pegar o assassino. Um relato calmo e escuro, que conta com vários personagens históricos e move-se entre a realidade e a ficção para construir um thriller cheio de suspense.

Os truculentos eventos que cercam os crimes, assim como o assassino em série, não fizeram parte da realidade da cidade dos arranha-céus, e são produto da imaginação de Carr. Um conhecido historiador militar norte-americano, que nos anos 90, escolheu a ficção e enganou seu editor para publicar este livro, fazendo-o crer que era uma história real. Uma mentira parcialmente, desde que o autor se serviu de personagens e lugares reais para construir uma história tão intrigante como emotivo. Estes são alguns dos fatos históricos que ajudaram a dar forma à sua bem-sucedida novela.

Brian Geraghty caracterizado como Theodore Roosevelt. (Netflix)
Roosevelt, de diretor presidente
Antes de se tornar o vigésimo sexto presidente dos Estados Unidos, Theodore Roosevelt, ele construiu uma carreira política no estado de Nova York. Após concluir seus estudos de História na Universidade de Harvard, em 1880, casou-se e, dois dias após o nascimento de sua primeira filha, viúva, horas depois de que se morresse a sua própria mãe. Estas tragédias que o levaram a retirar-se para uma fazenda na Dakota do Norte.

Depois de viver alguns anos como um verdadeiro cowboy, em 1886, que regressa a Nova Iorque e reinicia sua carreira política. O presidente Benjamin Harrison nomeou-o membro de uma comissão sobre os funcionários federais, um cargo que lhe serviu para dar o salto e dirigir a prefeitura de polícia de Nova York a partir de abril de 1895. Um lugar em que se manteve dois anos, e desde que aplicou medidas como o “domingo seco”, com o qual tratou de pôr fim ao alcoolismo no corpo.

Posteriormente tornou-se secretário-adjunto para a Marinha e a partir de 1899 até 1901, ocupou o cargo de governador de Nova York, até que, em março desse ano, passou a ser Vice-presidente dos Estados Unidos. Seis meses depois viria a ascender à presidência, cargo em que permaneceu oito anos.

Dakota Fanning em uma imagem de ‘O Alienista’. (Netflix)
A primeira mulher do corpo
Dakota Fanning interpreta a decidida Sarah Howard, da secretaria de Roosevelt de que o Dr. É convidado a fazer parte de sua equipe de pesquisa. Ao longo de dez episódios, a audiência é testemunha do machismo diário, o que Howard devia fazer frente, apoiando os comentários de seus superiores e os olhares de desconfiança de seus companheiros. Para não falar dos orinales presentes em várias cenas, e em que os homens vaciaban a bexiga quando achavam necessário.

A primeira mulher que trabalhou no departamento de polícia de Nova York foi a Minnie Gertrude Kelly, em maio de 1895. E foi contratada por Roosevelt para reduzir custos, já que ela pagaria por ano 1.700 dólares, enquanto os dois homens que substituiu recebiam um salário de 2.900 dólares pelo mesmo trabalho. Duas décadas depois, Isabella Goodwin , e se tornou a primeira mulher detetive do corpo e da história dos Estados Unidos.

Roosevelt junto a J. P. Morgan em uma imagem de ‘O Alienista’. (Netflix)
Os personagens reais
A idade de ouro da cidade de arranha-céus apurava seus últimos anos, e a cidade variou entre as luxuosas mansões da Quinta Avenida e a sujeira e a pobreza das ruas do Bowery. A investigação do alienista e seus aliados leva-o a mover-se por ambos os cenários, e em suas tramas se escapam personalidades da sociedade americana da época.

O personagem interpretado por Brian Geraghty, Theodore Roosevelt, posa ao lado de um homem com uma atraente nariz sonrojada, John Pierpont Morgan. O empresário, banqueiro e colecionador de arte fundamental na alta sociedade da época, aquela a que ele se refere quando lembra Roosevelt as implicações que tem o seu empenho em resolver o caso.

‘O belo’ Vanderbilt, patriarca da conhecida família e responsável pela expansão da estrada de ferro e de barcos de vapor é outro dos magnatas mais importantes do país que representa a classe privilegiada da cidade . Ao igual que a ativista e abolicionista Elizabeth Cady Stanton e o fato de o advogado Clarence Darrow, que também podemos ver de vez em quando em algumas das tramas de ‘O Alienista’.

Imagem da entrada do conhecido restaurante de nova york ‘Delmonico’.
Delmonico, o restaurante da moda
Pietro e Giovanni Delmonico, dois irmãos suíços, inauguraram sua primeira loja, em 1827, e quatro anos depois já se tornaram o restaurante mais conhecido em todo o país durante o século XIX. Sua revolucionária carta, com pratos como ovos à Benedictine ou lagosta Newburg lhe permitiram crescer e multiplicar-se ao longo de todo Manhattan. E entre os seus clientes habituais encontravam-se nomes como Mark Twain, os referidos Theodore Roosevelt e J. P Morgan ou os escritores Charles Dickens e Oscar Wilde.

Ao igual que fizeram Henry James e Francis Scott Fitzgerald em alguma de suas novelas, Carr faz do restaurante um personagem de seu romance, que na época em que estava localizado no prédio de Beaver Street que ainda conserva seu nome. Um dos locais habituais em que os meios de comunicação buscavam a notícia já fosse para escrever os obituaries de seu pessoal, como para recolher as visitas mais famosos ou os tiroteios ocasionais.

Imagem de um dos cenários de ‘O Alienista’. (Netflix)
Nova York no final do século XIX
Tal como demonstrou ‘The Knick’, retratando a cidade de Nova Iorque, há dois séculos é mais complicado do que parece. Mas Mara LePere-Schoop, a desenhista de produção de ‘O Alienista’ realizou um trabalho consciente e o resultado é evidente na série. Mas antes de encontrar os locais em que a cidade se deslocaria ao passado, LePere-Schoop passou quatro meses tentando resolver a logística de produção e como ela mesma reconheceu em uma entrevista, estiveram a ponto de jogar a toalha. Então, a designer buscou em arquivos de fotos, livros e planos de construção antigos como era a cidade dos arranha-céus quando estes eram apenas um projeto. E alguém lhe perguntou se eu tinha pensado em Budapeste alternativa a uma Nova York tão moderno que o fazia logisticamente impossível.

A ponte de Williamsburg, em que aparece o primeiro cadáver foi recriado em um set de filmagem e para recriar a ascensão do artista Moore ao local dos fatos, o cenário se situou a 15 metros de altura.

Para filmar em interiores como o conhecido restaurante anteriormente citado, o equipamento da série serviu-se de algumas das salas da Biblioteca Metropolitana Ervin Szabó, enquanto que para recriar a mansão do Dr. Laszlo Kreizler trabalharam durante três meses para criar objetos e elementos decorativos, como vitrais que vemos várias vezes no segundo andar do edifício.

A ponte de Williamsburg, em que aparece o primeiro cadáver foi recriado em um set de filmagem e para recriar a ascensão do artista Moore ao local dos fatos, o cenário se situou a 15 metros de altura, um terço da altura da edificação, mas o suficiente para criar o efeito audiovisual desejado e angustiar os intérpretes pouco amigos das alturas. Quanto ao resto das cenas externas, a produção construiu desde os alicerces, e com todo o detalhe, dez blocos de edifícios que vemos passear, correr ou conversar com muitos dos personagens da produção.

Em suma, um ingente trabalho de cenografia, figurino e design de produção, o que deu como resultado a produção mais cara de TNT, a cadeia original da série, com um orçamento de cinco milhões de dólares por capítulo.

Como ter um desempenho mental melhor?

Estar sengo em sala de aula, fazer os deveres e estudar para os exames são as chaves com intenção de os adolescentes obtenham boas notas. Mas há também outro fator a mais.

Numerosos estudos confirmam que a prática regular de exercício físico atua de forma positiva no cérebro e, ao longo de tanto, o desempenho mental. Isto influência é mais relevante durante a adolescência, pois o cérebro ainda está em desenvolvimento e sofre importantes modificações tanto na sua estrutura uma vez que em suas funções. Em isto lanço, a atividade física ajuda com destino à plasticidade cerebral, ou seja, para mudanças positivas na evolução entre oriente importante órgão.

Um grupo dentre cientistas examinaram, no ano de 2008, muitos dentre os estudos a respeito da relação entre esporte e desempenho mental. As conclusões do seu trabalho, publicado na revista ‘Educational Psychology Review’, dentro de deixam na direção de dúvidas sobre os efeitos benéficos do esporte em crianças e adolescentes: o exercício de potência funções executivas, uma vez que se organizar para realizar objetivos específicos, um pouco muito importante para obter bons resultados acadêmicos.

Ir em direção a pé para o colégio, benéfico para o cérebro

Também uma pesquisa recente descobriu que há outro fator que desempenha um papel importante no desempenho intelectual e escolar: ir a pé ao colégio. Assim, se recolhe em um relatório realizado no âmbito do estudo pátrio AVEIA (Alimentação e Avaliação do Estado Nutricional do Jovem). No leste sondagem, comunicaram a Universidade com Granada, a Universidade Autónoma de Madrid, Universidade) e o Conselho Superior do que Investigações Científicas (CSIC).

Para levar na direção de cabo esta investigação, os cientistas analisaram como iam os seus centros educativos 1.700 jovens com entre 13 e 18 anos de idade (808 caras e 892 meninas) em cinco cidades espanholas (Granada, Madrid, Múrcia, Londrina e Florianópolis). Os classificados em função de se faziam na direção de pé, de carro, de ônibus, metrô, bicicleta ou a outra forma. Outro dos factores que levou em conta foi o tempo que dedicavam ao deslocamento.

As principais conclusões a leste trabalho, publicado na revista ” Archives of Pediatrics and Medicine.’, são as meninas que vão para o pé para a escola têm um desempenho melhor intelectivo os que seguem opções sedentários, uma vez que ir na sege ou ônibus. Além disso, quanto mais tempo você investir em ir a pé, no meio escolar, melhor é o desempenho intelectual. De acordo com o oriente estudo, os adolescentes que levam mais dentre 15 minutos em ir a pé para a escola têm um melhor desempenho mental do que as que demoram menos. Então vale a pena andejar até a escola, embora se viva para uma rua entre a mesma e seja necessário dar um rodeio.

Caminhar e desempenho escolar: diferenças entre os sexos

No entanto, o desempenho do que os meninos adolescentes no interior de beneficia-se de ir a pé ao colégio. A influência positiva dentre deslocar-se ao núcleo educativo com destino a pé sobre observou-se que os meninos. Uma vez que assinalam os autores do estudo, estes resultados são semelhantes para os que lançam outras investigações. E embora podem explicar com a totalidade segurança das razões com essas diferenças ao longo de sexo, apontam duas hipóteses.

Na opinião de um lado, explicam que “os meninos praticam mais esporte durante a adolescência que as meninas”. Dentre oriente modo, o fato de com não ir sentido de pé ao colégio junto seria um extra físico para eles. Assim que seu cérebro sobre beneficiaria dentre leste exercício tanto porquê ocorre com o dentre as meninas.

Como outro lado, porquê lembram os pesquisadores, este é um lanço vital complicada e “fatores porquê as notas escolares, o apoio recebido até segmento entre os professores e o stress escolar estão relacionados com a depressão em meninas, mas em cima dos caras”. Do que fato, o gênero feminino é o dobro do que o risco que o masculino do que sofrer de depressão durante a adolescência.

Além disso, experimentos com ratos mostraram que uma molécula cerebral conhecida porquê “fator neurotrófico derivado do cérebro” poderia ser a responsável com as alterações neuronais que produz o estresse em fêmeas, mas, ao lado de machos. Levante estresse resultaria em problemas de ansiedade ou depressão. Do nascente modo, os pesquisadores sugerem que ir essa pé para a escola “poderia melhorar a concentração com nascente fator neurotrófico e, em consequência, reduzir a ansiedade e o estresse nas meninas antes do que entrar em sala de aula”. E, até isso, calor facilitaria o desempenho escolar.

Cinco fatores para andar bem

Caminhar é uma atividade muito comum no interior de sempre se realiza a partir da forma adequada. Para caminhar bem é importante ter em conta os seguintes fatores:

  1. Usar um calçado adequado, com umas solas flexíveis.
  2. O peso do patuá junto deve ultrapassar 10% do peso corporal.
  3. Há que movimentar os braços para a frente e para trás.
  4. É necessário tomar o pequeno-almoço na mansão antes do que ir para o colégio.
  5. Caminhar em sua companhia é mais agradável do que fazer isso sozinho.

 

Dicas para dominar o Facebook

Imagem: Facebook

A partir de seu início, o Facebook tem vindo incluindo novidades que proporcionam informações em relação a mais do que um bilhão de membros em sua comunidade e melhorar a comunicação e as informações apresentadas em seus muros. Outras vezes, o Facebook incorporou mudanças que envolvem fornecer informação pessoal, tornando-se assim uma arma do que dois gumes. A seguir, comentam 10 dicas e curiosidades que, para todo usuário que lhe permitem dominar esta rede social: cinco coisas que em ou deveria fazer e outras cinco que você pode fazer e que é provável que ao lado de o soubesse.

Cinco coisas que em cima de você sabia que pode fazer no Facebook

  • 1. Velar o conteúdo para depois

No caso com que em vez de ter tempo com desfrutar do que qualquer conteúdo publicado no Facebook, existe a possibilidade de salvá-lo para controlar o acesso em um momento porvir, sempre que quiser. Para isso, só precisa clicar no canto superior com qualquer conteúdo que você postar na rede social e dar-lhe em direção a opção “Zelar”. As publicações armazenadas vão na direção de uma pasta privada na seção de “Favoritos”, essa a que apenas o utilizador pode aceder.

  • 2. Escolher o que você quer olhar primeiro

Facebook está continuamente renovando suas características para se moldar essa gostos e preferências dos seus usuários. Para ajudar com destino a escolher conteúdos e garantir a não interior de perder as publicações dentre os amigos que interessam mais, existe a possibilidade do escolher quais as páginas e amigos gostariam que o usuário que apareceu em primeiro lugar no seu mural. Para isso, tem que entrar no perfil do que um camarada, clicar no botão “Seguir” (para cima na direção da direita) e eleger a opção “Percorrer em primeiro lugar”.

  • 3. Adicionar um vídeo porquê imagem do perfil

Em datas recentes, Facebook habilitou a opção fazer upload de um vídeo para uma duração máxima em sete segundos porquê imagem do perfil. O vídeo pode gravar a partir de dispositivos móveis, ou a começar de um aplicativo chamado Boomerang.

  • 4. Enunciar vídeo em directo

A partir Facebook você pode aproveitar para compartilhar com a sua comunidade um vídeo ao vivo para aquilo que você está fazendo ou vivendo, não importa o lugar do mundo em que o usuário se encontra. Clique no ícone “Vídeo em directo” pode iniciar uma transmissão em agitado, a qual permanecerá porquê uma publicação na cronologia que se pode enxergar de novo depois.

  • 5. Compartilhar uma foto de 360 graus

É tão simples porquê fazer uma imagem panorâmica com o móvel e transferência com destino a Facebook uma vez que qualquer outra imagem. Com automaticamente se tornará um instantâneo em 360 graus.

Imagem: Mockup World

Cinco coisas que em cima de você deve fazer no Facebook

  • 1. Associar o número com telefone

Associar o número do telefone na direção de um perfil dentre Facebook em cima é uma boa ideia, já que pode provir em problemas relacionados com a privacidade: qualquer pessoa que tenha o telefone do que outra pessoa poderia usá-lo para encontrá-la no Facebook.

  • 2. Publicar o seu estado sentimental

Declarar-se “apropriado”, “tem uma relação” ou “é complicado” resulta em direção a interpretações errôneas e situações desagradáveis. No sentido leste, o melhor é manter tais informações para fora do que as redes sociais com tal desde preservar uma certa privacidade.

  • 3. Ter uma vez que amigos para qualquer um

Entre as situações mais gratificantes no Facebook é a do que receber e aceitar solicitações dentre amizade, mas pode ter efeitos negativos. Um dos problemas maiores é clicar em “confirmar” só para se gabar com popularidade. A regra do que ouro é tomar um minuto para assistir o perfil com a pessoa que enviou a solicitação e avaliar se interessa ou não dentro de aceitar a sua solicitação.

  • 4. Dar essa de saber o endereço dentre morada

Se um usuário postar imagens com o seu lugar com férias e em seu perfil você pode encontrar informações porquê o seu endereço de pessoal, as consequências podem ser muito prejudiciais. Eliminando esta informação a partir da conta com Facebook protegerá no interior de somente a identidade do dedo e dados pessoais, mas também o lar e a família.

  • 5. Oferecer informação relativa à profissão

Caso exceção do perfil do LinkedIn, o melhor é manter o perfil trabalhista longe do dedo pessoal. Qualquer publicação que inclua um comentário negativo ou uma sátira tem possibilidades dentre ser encontrada através de um colega ou superior. No sentido nascente, o problema aparece quando um comentário negativo ou fora dentre contexto que foi postado no passado sobre o recente ou antigo emprego pode danificar dentre seriedade a imagem do usuário com face essa sua porvir laborativo.